O conforto da indefinição da culpa